segunda-feira, 26 de novembro de 2012

A LENDA DO MILAGRE DE GUAXENDUBA


                                                                    


A história de hoje tem como palco mais uma vez a terras do Maranhão mais precisamente a bela São Luis, sendo a única capital brasileira que não nasceu lusitana e sim fundada por franceses e onde ocorreu a famosa Batalha de Guaxenduba.
Seus personagens também famosos tais como:
  Indios Tupinambás, combatentes da coroa francesa e os Portugueses sendo que a principal e  mais famosa personagem dessa história é a Virgem Maria , Mãe de Jesus , denominada como:


"NOSSA SENHORA DA VITÓRIA"

Com muita fé e muita atenção vamos ouvir mais essa história , que para o povo do Maranhão é verídica e santa.


"Senta, senta ai ! por que lá vem históriaaa.......
....E não esquece de pedir proteção para santinha, pois nessa história tem muita bala de canhão, pólvora e muito, muito derramamento de sangue."
"Affe Maria! "




   Conta-se que, no principal e decisivo confronto entre portugueses e franceses, travado em 19 de novembro de 1614, diante do Forte de Santa Maria de Guaxenduba, já se tornava evidente a derrota dos lusitanos, por sua inferioridade numérica em homens, armas e munições.
                             


Apesar de lutarem, iam-se arrefecendo os ânimos dos soldados de Jerônimo de Albuquerque.


                      

                                         
Mas eis que surge, entre eles, uma formosa mulher em auréola resplandecente.

                                   
 Ao contato de suas mãos milagrosas, transforma-se a areia em pólvora e os seixos em projéteis.

                                     

 Revigorados moralmente e providos das munições que lhes estavam faltando, os portugueses impõem severa derrota aos invasores, a quem só restou o recurso da rendição

Agora em 2012, a Batalha de Guaxenduba  está completando 398 anos.


 Na manhã do dia 19 de novembro de 1614, no sítio de Guaxenduba, atual Arraial de Santa Maria, município de Icatu, franceses e portugueses se confrotaram numa violenta batalha pela posse do Maranhão.
                                 
                             
                                      
De um lado as forças portuguesas  sob o comando do mameluco Jerônimo de Albuquerque e do outro lado o exército francês, estava sob a liderança do Sr. de La Ravardiére, Daniel de La Touche.  .

                          


Em memória deste feito, foi a Virgem aclamada padroeira da cidade de São Luís do Maranhão, sobre a invocação de Nossa Senhora da Vitória.



O Padre José de Moraes, em "História da Companhia de Jesus na Extinta Província do Maranhão e Pará" (1759), demonstra a antigüidade desta lenda, escrevendo: "Foi fama constante (e ainda hoje se conserva por tradição) que a virgem Senhora foi vista entre os nossos batalhões, animando os soldados em todo tempo de combate.

 Pois é meus nobre leitores, mais um belo conto de nossa Ilha do Amor, nossa Atenas Brasileira, Terra da Encantaria e por que não Cidade Abençoada pela Virgem da Vitória?

                                   

Quem conta um conto , aumenta  um ponto mas, dessa vez nenhuma conta do rosário foi  acrescentada.

                                       
                              

                                        Fica a dica:
A Fé remove montanhas e com certeja ajuda a vencer batalhas.
 

                                     Até a próxima! 

                                    Márcio Arthur.















Fonte de imagens e texto: Google.
Adaptação de texto: Márcio Arthur.  


                                  

         


















 

Um comentário:

  1. A abordagem desse assunto tão importante para história do Brasil foi f para não se tornarem ridículos
    eita de uma maneira fútil e medíocre. Procurem ler a história do Brasil

    ResponderExcluir