terça-feira, 1 de novembro de 2011

SAUDADES, ETERNAS SAUDADES



Gostaria de aproveitar o dia de hoje , 02 de novembro , dia de finados para homenagear nossos entes queridos e prestar minha singela homenagem aqueles e aquelas que de uma forma ou de outra contribuiram para a história do Tambor de Mina e da Pajelança (penacho e maracá) do Maranhão e deixaram seus nomes gravado na Pedra da Memória da Encantaria.
Minha homenagem aos que não conheci mas, muito ouvir e escuto até hoje falar:

Foto: Mãe Andressa da Casa das Minas.



Nochê Maria Jesuína, Mãe Hosana, Mãe Andresa, Vodunsi Manoca, vodunsi Neusa de Sobõ, vodunsi Leocádia, todas vodunsis da Casa das Minas Jeje.

Mãe Margarida Mota
Foto: Arthur Abel Dória (Belém -PA)
                                          
                                           

Do Terreiro do Egito: Mãe Basilia Sofia (Nhá Bá), Mãe Pia, Zacarias de Surrupira (da Maioba), Mãe Denira de Vó Messan, Mãe Celestina , Mãe Arcelina, Manoel do Pão de açucar, Elisa de Marinheiro Granjel, Mãe Margarida Mota, Mãe Verõnica e etc.
Outras grandes personalidades do Tambor de Mina do Maranhão.





 Mãe Denira de Vó Mesan
 Fonte: Foto tirada da original da Casa de Mãe Elzita
Foto:  Márcio Arthur 2012
  

                                                   
                                                              Mãe Maximiana
                                                              Fonte : Google










Mãe Maximiana, Manoel Teu Santo, Cota do Barão, Vó Severa,, João da cruz (João das Queimadas),Noêmia Fragoso do Cutim ,Mãe Anastácia da Turquia, Mãe Zeca de Rosarinho, Maria dos Rémedios, Mundica Reis, Mundica Tainha, Manoel Colasso,Mundica Paranã (curadeira), Teófilo do bairro de Fátima, Mãe Mariazinha, Barnabé Barbosa (Curador Biná do bairro de Fátima),Mãe Isaura Anunciação ( da Casa Fanti-Ashanti), Mãe Paula (mãe biológica da pai Jorge),Zé Cupertino, Zé Negreiro, Zé das Neves (curador), Maria dos cocós (Curadeira), Maria Balaio, Porfírio da Madre Deus, Zé João das portas verdes,Nhá Telsa, Maria Lopes (Cohama), Domingos olho de vidro, Felipe do bairro Aurora, Mãe Antoninha (Santo Antonio dos Pretos, codó), Zé Bruno de Nazaré (Caxias), Ester de Cravinho, Miguel Lascanheta de Cabocla Ita, Seu Clemente do Terreiro Jardim de Encantaria e tantos outros que não conheci mais tanto ouvir e escuto até hoje falarem de suas proezas e suas bravuras



E FALANDO MAIS DE SAUDADES...
 ... Gostaria de prestar minhas homenagens aos que tive o prazer de conhecer e aos que tive a honrar de conviver.
 Pai Jorge Itacy de Oliveira
Fonte: Google






Meu saudoso Pai Jorge Itacy de Oliveira- kadanmajá, quem me iniciou no Tambor de Mina e com quem aprendi em muitas conversas sobre esse mundo fascinante que é a Encantaria.

Eternas saudades meu pai!
Matinjálõ!!


Do Terreiro de Yemanjá: 



                             
Mãe Rosa de Toy Acóssi ou Rosa de Jair.


*Mãe Rosa de Jair( Guia da Casa de Yemanjá)
* Maria Isabel de Chica Baiana,(curadeira, parceira de bons momentos)
* Maria Ceará ( de caboclo Cearense),
*Serafina de Araçagi, *Mãe Angela de João do Leme,* Rosa de Juquinha, *Claúdio de Beija-Flor, *Dona Senhorinha de Baiano Grande* Pai Braga de Bessém (Belém), Raimunda de Itaculussá.
*Dona Leodora (abatazeira de mão cheia, mesmo depois de perder a visão continuou a servir os Voduns e encantados)
* Francelino de Shapanan( querido irmão, pioneiro do Tambor de Mina em SP)
* Mãe Abilia de Verekete.
*Elisa de Vó Messan


 Pai Francelino de Shapanan
Fonte: Google
   
                                      Vodunsi Elisa de Vó Messan









Casa das Minas:
Mãe Amélia de Doçu, Vodunsi Maria Roxinha de Jotim e a Vodunsi Tia Celeste de Verekete.

 Vodunsi Celeste de Toy Verekete da Casa das Minas
Fonte: Google


 
Mãe Dudu de Yemanjá da Casa de Nagô.
Foto: Márcio Arthur.



Casa de Nagô:

Mãe Dudu de Yemanjá, Dona Mundica de Verekete, Dona Maria Silva de Tabajara, Dona Roxa de Pombo do Ar, Dona Sinhá de João do Leme, Dona Vitorina (Vituca) de Pedro Estrela e Tia Lúcia de Shapanan que faleceu com 103 de idade.




Vodunsi Lúcia de Shapanan da Casa de Nagô
Foto: Márcio Arthur



                      Domingas Ferreira ou simplesmente Dúduzinha de Caboclo da Bandeira
                                                                  Foto : Márcio Vasconcelos   



                                                  
.......Saudades de tantas pessoas que conheci e com muitos deles, um pouco aprendi:

Minha tia Josefa de Flexeiro, Maria Grande de Jaguarema (Casa Fanti-Ashanti), Mãe Benedita Veloso do Bairro de Fátima (Benedita motor), Dona Olinda de Princesa Dalva (João Paulo), Lídia de Rei Sebastião (Vila Passos), Mundica de Baiano Grande, Mundica de Bárbara Soeira ( na vila passos),Xandoca de Zé Raimundo, Maria Luíza de Leguinha, Rosário de Cabocla Ita, Mãe Maria Pinto de João de Una ( Bairro da Areinha), Maria roxa do bairro de Fátima (Vendedora de jussara), Mundica Barraqueira (vendedora de carvão do monte castelo e servente da casa de Pai Jorge ), Zezé de Surrupira (rua nova no monte castelo).
,Mariazinha do pézinho (Alto do Bode,bairro da Floresta), Didi de Mensageiro e Sulica de Tapindaré, Vitória de Jaguarema  (Vodunsis da Turquia),Raimundo Creuza de Dona Chica (Liberdade), Tereza de Ubirajara do bairro do São Cristovão (Teresa Gorda), Alváro (Alvinho de Chica Baiana), José Almada de Maria Légua, Dico de Zézinho ( Miritiua), Natividade de Catarino (Pindai), Dona Patrocina de Manézinho (Rua da vala na Fé em Deus), Pai Iran de Judite ( Terreiro de Mina Cana verde),Maria Sózinha da Fé em Deus ( Começava o tambor sózinha e no percorrer da noite aparecia 8, 9, 10 dançantes e o tambor ia até as 5hs ), me recordo das rezadeiras Dona Helena e Dona Bibiana do monte castelo.
As caixeiras Maria Farias, Desirré, Dona Dica de Chica Baiana (delas elas ouvir belos versos nas festas do Divino), Dona Faustina(festeira do Divino no bairro de Fátima).
Pai Oswaldo do Sacavém, Sebastião do Coroado, Dona Lili do João paulo, Sinhá Eulália de caboclo velho (Servente da casa de Pai Jorge e filha de santo de Pai Angelo de Olho D'água), Washigton de Folha Seca ( vila Embratel), Mãe Nélia do Balanço Grande (Estrada de Ribamar), Zizi de Manézinho ( Do Terreiro Deus é quem Guia no bairro do Lira), Zé Pinheiro ( Terreiro Pedra de Mirá, do Miritiua), Alberto(de Ribamar), Dona Mocinha (de Santa Bárbara), Dona Josefa da Casa Pena Verde (Casa de Umbanda onde comprei minhas primeiras imagens).
Moisés de Botinho (do Inhaúma),Dona Tomázia (Rua Tomé de Sousa na Floresta), João de Dona Chica ( filho de santo de Mãe Conceição Moura), Dona Luíza da Cabana Tupinambá (na Avenida Getúlio Vargas, Onde comprei muitas velas, defumadores e essências vindas de Belém do Pará ), Carlos (Lilico) de Cabocla  Herondina (Monte Castelo),Olímpia de João Soeira (Dona Sese do Apeadouro),Ferdinando de Cabocla Mariana (Rio Anil), Adelmo de Trancelim, Ribamar de Cabocla Ita (Vila Kiola), Magno Cruz (CCN-MA), Ivan Rodrigues ( CCN-MA) Nilo Sérgio de Cabocla Mariana, Totó de Chica Baiana (fiel devoto do Divino e de Dom Luis, faleceu dia 24 de agosto de 2011, na véspera da festa do rei). Edméia Lisboa de Dona Maria Légua ( Guia do Terreiro Cana Verde e fundadora da Casa Santa Maria no Monte Castelo ), pai Ângelo Santos ou simplesmente Ângelo de Olho D'água, Dagico como era chamado por seus amigos, filho do Terreiro do Egito e cabeça grande por onde passou esse belo caboclo e onde a Cabocla Ita fez fama,  a terecôzeira Mãe Maria de Sete Flechas do Araçagi.



Antonio Luis de França.
(Totó de Chica Baiana).
Foto: Márcio Arthur.
                                   
      
                          Ângelo da Silva Santos ou Pai Ângelo de Caboclo do Olho D'água.
                                                           Foto: Márcio Arthur 2012

                                                               



                                                              



                                                  Mãe Maria de Caboclo Sete Flechas

                                               Fonte:  Facebook / Kamafeu de Oxóssi                           



                                                         




Saudades de muitos que fizeram parte de minha trajetória espiritual:

*Dona Filomena de Faixa Encarnada (Dona Filuca), curadeira que muito me ajudou com seus benzimentos quando eu ainda era criança no bairro do monte castelo e muito me fez adormecer e sonhar ao som de seus tambores, matracas e maracá.

Dona Filomena (Dona Filuca de Faixa Encarnada)
                                


*Dona Vitória Oliveira de Antonio Luis, vizinha de minha familia que muito me apoiou, me deu conselhos e me contou muitas histórias de encantados e assombrações do bairro do monte castelo , antigo areal.

* Mãe Maria Augusta de Olho D'água, quando criança,vi nos olhos dessa senhora,  parte de meu destino.

* Seu Mansueto (Céu, Coréia de cima), Espírita kardecista, que com seus passes e suas palavras de conforto me orientaram em momentos de aflição.

* Dona Conceição Moura de Caboclo Rompe Mato(vila passos), com seus banhos de luz que muito me fizeram  sentir aliviado.


*Mãe Dudu de Baliza da Gama, minha mãe criadeira (Yáby), mulher sábia, de fibra, polivalente.
                                                            
                                        Mãe Dulcinéia (Zomavissê)
                                                               Fonte: Museu Afro Digital   
                                                                       
                                                                               
*Minha amiga inesquecível, Mãe Margarida de Balanço. (RJ), nunca esquecerei de nossas conversas e sempre honrarei nossa amizade.

                         
                               Margarida Freitas ou Margarida de Balanço

                     






Foram tantos que deixaram saudades.............
Á todos quero demonstrar minha eterna gratidão pela amizade, pelos conselhos, pelos ensinamentos, pelos "puxões de orelha", pelo apoio, pela alegria, pela sinceridade e pelo companheirismo.
Saudades, eternas saudades.



                           Ilha do Amor e de nossos ancestrais,
                                   02 de Novembro de 2011.
                                         Márcio Arthur. 












FONTE DE IMAGENS:  Google
Fotos: Márcio Arthur
http://www.museuafro.ufma.br/index.php

2 comentários: